Bolo de Natal (Comemoração a árvore de saturnalia)

arvoreBolo de Natal (Comemoração a árvore de saturnalia)

Tempo de Preparo: 1h 00min Rendimento: 12 porções

Ingredientes

  • 3/4 de xícara (chá) de frutas cristalizadas picadas
  • 125 g de cerejas em calda escorridas e picadas
  • 1/2 xícara (chá) de ameixas pretas secas, picadas, sem caroço.
  • 1/2 xícara (chá) de uvas-passas pretas
  • 1/2 xícara (chá) de nozes picadas
  • 1 1/2 xícara (chá) de farinha de trigo
  • 1 xícara (chá) de manteiga em temperatura ambiente
  • 3/4 de xícara (chá) de açúcar
  • 4 ovos
  • 1 colher (chá) de fermento em pó
  • 1 pitada de sal
  • 1/2 xícara (chá) de leite condensado
  • Frutas cristalizadas, nozes e cerejas para decorar.

Glacê:

  • 1 xícara (chá) de açúcar de confeiteiro
  • 3 colheres (sopa) de leite
  • 2 colheres (sopa) de suco de limão

Modo de preparo:

  1. Pré-aqueça o forno à 150ºC.
  2. Em uma tigela misture as frutas cristalizadas, as ameixas, as cerejas, as passas e as nozes com 1/3 de xícara (chá) de farinha de trigo.
  3. Reserve
  4. Em uma tigela grande bata a manteiga e o açúcar até ficar uma mistura fofa.
  5. Adicione os ovos, o fermento, a farinha e o leite condensado.
  6. Bata na batedeira até ficar homogênio.
  7. Acrescente à massa as frutas secas reservadas.
  8. Coloque em uma fôrma de furo central (22 cm de diâmetro) untada e polvilhada com açúcar e, se tiver alguma bolha de ar, bata em uma superfície até que saiam.
  9. Leve para assar por 45 minutos ou até que enfiando um palito ele saia limpo.
  10. Retire do forno e deixe uns 30 minutos na fôrma.
  11. Desenforme e deixe esfriar completamente.
  12. Misture os ingredientes do glacê e decore o bolo com colheradas dessa mistura e espalhe por cima as frutas secas.

 

 

Anúncios

Ancestralidade

Particularidade ou estado do que é ancestral (que se refere aos antepassados ou antecessores). O que se recebeu das gerações anteriores; hereditariedade.No final do filme Décimo Terceiro Guerreiro é recitado um poema belíssimo sobre os ancestrais, trata – se não só de um poema, mas também um encantamento…
13 guer

Olha lá ali está meu pai, olha lá ali estão minha mãe, irmãos e irmãs, olha lá estão meus ancestrais desde o início…

Eles clamam por mim, pedem que me juntem a eles, nos salões do Valhalla, onde os bravos vivem pra sempre!

Para os praticantes do paganismo nórdico existem nove virtudes, entre eles esta honrar seus ancestrais. Virtude essa que podemos encontrar em tantos outros segmentos religiosos, um dos mandamentos cristãos dos católicos diz para honrar pai e mãe.

Todos nós temos uma história para contar, todos têm uma origem. Independente da pátria, raça ou religião sempre há uma história para contar. Conhecer e reconhecer essas histórias por vezes pode ser fator determinante na vida de cada um. Seja para entender quem somos, e nossas crenças, quebrar padrões e até mesmo maldições ou ainda compreender doenças.

Conhecer a história de sua família, de seu povo além de cultural pode desvendar segredos inimagináveis. Cada ser carrega em seu DNA uma parte do todo, seja a carne ou a alma todos tem uma marca, um selo que nos leva a descobertas incríveis sobre nós mesmos, além de nos deixar mais próximo de nossa verdadeira morada, mais próximos dos deuses.

Texto Escrito por Ligia Raido 17.09.2015